Habitação

As casas mais baratas para arrendar em Portugal

Abril 17, 2024 · 5:19 pm

Não é necessário ser um especialista no setor para saber que o mercado imobiliário português sofre de um mal, quase crónico e há muito diagnosticado, chamado “falta de oferta”. Há poucas casas no mercado o que, em conjunto com outros fatores, contribuiu para um enorme aumento de preços nos últimos anos, tanto no arrendamento como na aquisição.  Apesar da pressão das taxas de juros, da inflação, a verdade é que há uma desaceleração, contudo os preços das casas não baixam.

No entanto, e apesar de haver sinais de uma eventual descida nas taxas de juro pelo BCE, a verdade é que muitas pessoas não querem ou não podem comprar casa e assumir os encargos de uma prestação mensal.

A pergunta sobre se é melhor arrendar ou comprar um imóvel é uma das mais antigas e persistentes. Ambas as opções têm os seus prós e contras e a escolha entre elas depende de uma série de fatores pessoais, financeiros e até mesmo emocionais.

Vantagens do arrendamento

Arrendar casa tem inúmeras vantagens, entre as quais uma maior flexibilidade financeira que a compra não consegue igualar.Naturalmente, arrendar implica um compromisso, a assinatura de um contrato e o cumprimento de uma série de regras previamente acordadas entre senhorio e inquilino. Contudo, este compromisso é bem menos significativo do que o de comprar uma casa, com todas as implicações financeiras que isso acarreta, sobretudo se tiver de contratar um crédito à habitação. Além do empréstimo há outras despesas a ter em conta: impostos, condomínio e manutenção.

O arrendamento geralmente exige um depósito ou caução. Mas os custos iniciais são significativamente menores em comparação aos custos de entrada no mercado imobiliário, tornando o arrendamento numa opção mais acessível para muitas pessoas.

Outra das vantagens de arrendar um imóvel é a poupança em relação a custos de manutenção e reparações, uma vez que os proprietários são geralmente os responsáveis por manter a propriedade em bom estado.

Vantagens: mais mobilidade

A opção de arrendamento oferece uma liberdade de movimentos muito maior do que a aquisição permite. Se surgir uma oportunidade de emprego noutra cidade ou país, se quiser passar uma temporada afastado da cidade, se simplesmente tem flexibilidade laboral e quer experimentar viver em locais diferentes, não vai querer as burocracias associadas à compra e venda de um imóvel a cada nova mudança.  A mobilidade permite-lhe experimentar diferentes bairros de uma cidade, conhecer as vizinhanças e avaliar as acessibilidades e serviços antes de, por exemplo, tomar a decisão de comprar casa em determinada zona.

Naturalmente, nas periferias, nas zonas rurais e do interior do país os valores são mais baixos e há, por regra, maior possibilidade de escolha.

Apoios e incentivos

O arrendamento pode ser uma escolha inteligente para muitos indivíduos e famílias em diferentes momentos das suas vidas. Importa, porém, lembrar que, atualmente, a desvantagem desta opção está nos preços praticados.

Para apoiar as famílias mais sobrecarregadas, o anterior Governo determinou o alargamento de apoios para arrendatários, mas também compensações a senhorios.

Optar por arrendar uma casa já mobilada aumenta mais esta facilidade de mudança.

Nos grandes centros urbanos e nas zonas mais procuradas por turistas, é difícil encontrar imóveis para arrendar a preços mais acessíveis.

Habitação

As mais belas quintas para comprar em Portugal

Espreite onde são!

Habitação

Tesouros escondidos: lugares incríveis para viver em Portugal

Descubra onde ficam!

Habitação

As melhores casas com jardim para viver a primavera

Descubra excelentes oportunidades de imóveis com jardim, varanda ou terraço.

Leia mais

Governo e municípios perto de acordo sobre termo de responsabilidade

Este acordo permitirá às autarquias agilizar medidas de habitação no âmbito do PRR. «Vamos avançar com os contratos», avançou Manuel Castro Almeida.

Impostos

Associação de proprietários lamenta manutenção de IMI agravado para casas devolutas

Agravamento das taxas do IMI para imóveis devolutos e em ruínas é decidido pelas autarquias.

Habitação

Promotores imobiliários congratulam-se com revogação do arrendamento coercivo

O Conselho de Ministros aprovou ontem novas alterações na Habitação.

Habitação

Fim do arrendamento coercivo e da contribuição extraordinária no AL: novas medidas aprovadas

O Conselho de Ministros aprovou ontem alterações ao pacote Mais Habitação.