Créditos

Taxa de juro mista atinge recorde de 75% dos novos empréstimos

Junho 7, 2024 · 11:57 am
Foto de Freguesia de Estrela na Unsplash

Os novos empréstimos à habitação com taxa de juro mista, fixa num período inicial e variável no período seguinte, representaram em abril o peso recorde de 75% do total contratualizado nesse mês, divulgou o Banco de Portugal (BdP).

“Este é o valor máximo desde o início da série estatística, em dezembro de 2021”, destaca o banco central, detalhando que, no final de abril, os empréstimos a taxa mista representavam 22% do ‘stock’ de empréstimos à habitação.

Em 2023, na sequência da subida das taxas de juro, assistiu-se a um aumento das novas operações de crédito à habitação com taxa mista, isto é, empréstimos com taxa de juro fixa num período inicial do contrato, seguido de um período em que a taxa de juro é variável.

Deste modo, estas passaram de 16% do montante de novas operações em dezembro de 2022 para 75% em abril passado.

A maior procura dos novos contratos de crédito à habitação com taxa mista tem-se refletido na alteração de composição do ‘stock’ de empréstimos para habitação: O regulador indica que o peso destes empréstimos no ‘stock’ de crédito à habitação aumentou de apenas 6% em dezembro de 2022 para os 22% em abril deste ano.

Euribor a descer

A taxa Euribor a seis meses, que passou a ser a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação com taxa variável e que esteve acima de 4% entre 14 de setembro e 01 de dezembro, baixou hoje para 3,738%, menos 0,018 pontos e um novo mínimo desde 07 de junho de 2023, depois de ter subido em 18 de outubro para 4,143%, um máximo desde novembro de 2008.

Dados do BdP referentes a março apontam a Euribor a seis meses como a mais utilizada, representando 36,6% do ‘stock’ de empréstimos para a habitação própria permanente com taxa variável. Os mesmos dados indicam que a Euribor a 12 e a três meses representava 34,3% e 24,9%, respetivamente.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que esteve acima de 4% entre 16 de junho e 29 de novembro, recuou hoje para 3,690%, menos 0,025 pontos do que na sessão anterior, contra o máximo desde novembro de 2008, de 4,228%, registado em 29 de setembro.

No mesmo sentido, a Euribor a três meses caiu, ao ser fixada em 3,752%, menos 0,020 pontos e um novo mínimo desde 04 de agosto de 2023, depois de ter avançado em 19 de outubro para 4,002%, um máximo desde novembro de 2008.

A média da Euribor em maio desceu a três, seis e 12 meses, mas mais acentuadamente do que em abril e nos prazos mais curtos.

A média da Euribor em maio desceu 0,073 pontos para 3,813% a três meses (contra 3,886% em abril), 0,052 pontos para 3,787% a seis meses (contra 3,839%) e 0,021 pontos para 3,681% a 12 meses (contra 3,702%).

BCE corta taxas diretoras

Entretanto, o Banco Central Europeu (BCE) anunciou ontem o corte em 25 pontos base das três taxas de juro diretoras, a primeira descida desde 2019. Assim, a taxa fixa de operações principais de refinanciamento recuou para 4,25%, a taxa de facilidade permanente de cedência de liquidez desceu para 4,5% e a de facilidade permanente de depósito para 3,75%.

No comunicado divulgado depois da reunião de política monetária, o conselho do BCE, presidido por Christine Lagarde, afirma que, “com base numa avaliação atualizada das perspetivas de inflação, da dinâmica da inflação subjacente e da força da transmissão da política monetária, é agora apropriado moderar o nível de restritividade da política monetária, após as taxas de juro terem sido mantidas constantes durante nove meses”.

Esta descida deverá provocar um recuo a um ritmo moderado das taxas Euribor e assim baixar a prestação do crédito à habitação.

Os analistas antecipam que as taxas Euribor cheguem ao final do ano em torno de 3%.

Fonte: Lusa/ Redação

Impostos

Isenção de IMT impede jovens de arrendarem imóvel durante seis anos

A proposta de lei que determina a isenção de IMT para jovens na compra da primeira casa vai ser discutida no parlamento.

Profissionais

APEMIP integra agentes imobiliários e reforça representatividade do setor

Alteração nos estatutos permite que agentes imobiliários sejam associados e integrem os órgãos sociais da APEMIP.

Profissionais

Abertas as inscrições para a Convenção APEMIP/ IMOCIONATE 2024

As inscrições para a Convenção decorrem até 30 de junho.

Leia mais

Passeios

Arraiais, bailaricos e sardinhas: venham os Santos Populares!

Descubra as dicas para ser muito feliz nas festas populares!

Empresas

Investidores privados compram edifício de escritórios Corpo Santo 13

A antiga sede da Fidelidade, no Cais do Sodré, é atualmente ocupada pelo Tribunal da Relação.

Habitação

Governo assina os primeiros 83 protocolos com municípios para construção de habitação

A assinatura de termos de responsabilidade com as autarquias visa desbloquear verbas do PRR.

Dicas

10 coisas que tem de fazer em Portugal pelo menos uma vez na vida

O que acha que define os portugueses?