Arrendar Casa

Sete regras de ouro para partilhar casa sem enlouquecer

Junho 19, 2023 · 5:16 pm
Imagem de fxquadro no Freepik

Encontrar uma casa a preços acessíveis com boas condições pode ser um desafio. Sabemos que os aumentos das taxas de juro, a escassez da oferta, entre outros fatores, contribuíram para o que já ninguém hesita em chamar uma crise da habitação, tanto no arrendamento como na compra e venda.

Se antes eram apenas os estudantes e jovens adultos a optar pela partilha de casa, atualmente, esta apresenta-se como a solução possível para diferentes tipologias de famílias e agregados. Nem sempre é fácil partilhar espaço com outras pessoas, mas partilhamos aqui algumas dicas para uma convivência comum saudável evitando os conflitos.

1. Estabeleça regras claras desde o início

Antes de se mudar para uma casa partilhada é fundamental que todos os envolvidos tenham uma conversa aberta e honesta sobre as expectativas e necessidades individuais. Estabelecer regras claras desde o início, como partilha de despesas, horários de silêncio, divisão das tarefas domésticas e política de convidados, ajudará a evitar futuros mal-entendidos.


  1. Comunicação é a chave

A comunicação franca, honesta e educada é essencial para evitar conflitos. Crie um ambiente onde todos sintam-se à vontade para expressar suas preocupações e opiniões. Lembre-se de que todos têm responsabilidade na criação de um ambiente agradável e que pequenos gestos de gentileza podem fazer toda a diferença.


  1. Divisão justa de tarefas

A divisão das tarefas domésticas é um ponto sensível em qualquer casa. Para evitar conflitos, estabeleça um sistema justo e equilibrado para a realização das mesmas. Crie um mapa de tarefas rotativas ou considere contratar um serviço de limpeza, dividindo os custos entre os moradores. Lembre-se de que todos devem contribuir para manter o espaço limpo e organizado.

4. Respeito pelos espaços comuns

Os espaços comuns são aqueles que mais facilmente geram conflitos numa casa partilhada, mas também pode ser onde mais se fortalecem os laços caso divida casa com alguém que não conhece bem.

Para gerir estes espaços, podem, por exemplo, combinar um horário para usar o fogão ou partilhar refeições, tendo alternadamente a responsabilidade de cozinhar. Elaborem um cronograma para utilização da máquina de lavar roupa ou estipulem dias de lavagem. Como em tudo, o diálogo e bom-senso ditam o sucesso deste convívio, o importante é ter regras claras.


  1. Respeito pelos espaços individuais

Mesmo estando a partilhar casa, respeitar a privacidade e os espaços pessoais de cada indivíduo é fundamental. Estabeleça limites claros para si e saiba respeitar o momento em que os outros precisam de espaço para si próprios. Isso inclui, não apenas o espaço físico do quarto, mas também o respeito pelos horários de descanso e a garantia de que todos possam desfrutar de momentos de tranquilidade e privacidade quando necessário.


  1. Partilha de despesas

Uma das principais vantagens da partilha de casa é a redução de despesas. Ao dividir a renda, as contas dos serviços e outras despesas, cada morador acaba por pagar uma parcela menor em comparação ao que pagaria se vivesse sozinho.

Por outro lado, as despesas de uma casa também podem ser uma fonte de conflito, caso as regras não estejam definidas de forma clara e haja comportamentos muito díspares. Por exemplo, deve imperar o bom senso nos consumos, como gastos de água, utilização de sistemas de aquecimento e refrigeração, etc.


  1. Resolução pacífica de conflitos

Os conflitos podem surgir, independentemente do quão harmoniosa seja a convivência. Quando isso acontecer, é fundamental procurar soluções pacíficas. Promova o diálogo e a negociação, ouça as opiniões de todos os envolvidos e procure um consenso. Evite a agressividade verbal ou ações que possam agravar a situação. Lembre-se de que o objetivo é encontrar uma solução que seja justa e aceitável para todos.

As vantagens de partilhar casa

A partilha de casa oferece uma série de vantagens que vão além da mera economia financeira. Não se dividem apenas despesas, dividem-se responsabilidades, encontra-se companhia e apoio social. Esta pode ser uma experiência transformadora, permitindo um crescimento pessoal e fortalecendo relações interpessoais. Naturalmente, há enormes desafios, mas estes também existem nas famílias convencionais.

Portanto, considere a opção de partilhar casa como uma forma de viver enriquecedora e harmoniosa!

Comprar Casa

E se as personagens das histórias tivessem a casa à venda?

Não perca a oportunidade de comprar estes imóveis de encantar.

Comprar Casa

Lisboa de porta em porta: explorando as freguesias da capital

A capital do país, conhecida pela sua beleza da sua luz, guarda segredos e memórias por descobrir.

Comprar Casa

Os 10 principais riscos a ter em conta antes de comprar casa

Descubra as questões que deve avaliar antes de tomar a decisão de comprar um imóvel.

Leia mais

Créditos

Reembolsos antecipados e renegociações disparam em 2023

As renegociações no crédito à habitação resultantes de alterações contratuais subiram 271,6%, avança o Banco de Portugal.

Habitação

Regulamentação da garantia pública aprovada até setembro

Apoio à concessão de crédito a jovens até aos 35 anos tem de ser regulamentada nos próximos 60 dias.

Dinheiro

Diminuíram as transações de alojamentos no arranque do ano

Apesar da diminuição nas transações de alojamentos, o Índice de Preços da Habitação registou um crescimento de 7%.

Habitação

Senhorios com dificuldades para pedir compensação por rendas antigas

Candidaturas estão abertas desde o início do mês mas têm registado diversos constrangimentos.