Dinheiro

Qual a rua mais cara do mundo?

Novembro 24, 2023 · 5:40 pm
Foto de Clément Falize na Unsplash

A Quinta Avenida, em Nova Iorque, continua a arrecadar o título de rua de comércio mais cara do mundo, com valores que ascendem aos €20.384 por m²/ano.

De acordo com a 33ª edição do relatório “Main Streets Across the World”, da Cushman & Wakefield (C&W), depois do abrandamento registado durante a pandemia, os arrendamentos comerciais prime continuam a recuperar. Demonstram resiliência e cresceram, em média, 4,8% a nível global e 4,2% na Europa.

Milão destrona Hong Kong

As rendas de mercado na Via Montenapoleone, em Milão, cresceram 20% no último ano, atingindo €18.000/m²/ano, destronando Tsim Sha Tsui, em Hong Kong, que caiu para o terceiro lugar.

O relatório destaca que três das cinco ruas de retalho mais caras a nível global se encontram na Europa: a New Bond Street, em Londres, e a Avenues des Champs-Élysées, em Paris, ocupam a 4ª e 5ª posições, respetivamente.

Chiado mantém-se no Top 30

O Chiado posiciona-se na 29.ª localização de comércio de rua mais dispendiosa, descendo uma posição face ao ano passado, mas mantendo-se no top 30 do ranking global. Aqui, os valores de arrendamento rondam os €1.500/m²/ano, ainda 4% abaixo dos valores pré-pandemia.

Nos últimos 2 anos, o Chiado registou cerca de 40 novas aberturas, num total de mais de 5.700 m² de área útil. Mais de 60% desta área corresponde ao setor da restauração, seguindo-se a moda com 20%.

O relatório da C&W foca-se nos valores de arrendamento prime em localizações urbanas de alta qualidade em todo o mundo, em muitos casos, relacionados com o setor de luxo. Inclui uma classificação das rendas mais elevadas e apresenta o valor mais alto por país

Ranking Global: As localizações mais caras
Créditos

Reembolsos antecipados e renegociações disparam em 2023

As renegociações no crédito à habitação resultantes de alterações contratuais subiram 271,6%, avança o Banco de Portugal.

Dinheiro

Diminuíram as transações de alojamentos no arranque do ano

Apesar da diminuição nas transações de alojamentos, o Índice de Preços da Habitação registou um crescimento de 7%.

Impostos

Senhorios candidatos a apoio por rendas antigas já podem pedir isenção de IMI

O pedido de isenção de IMI é exigido para completar a candidatura à compensação.

Leia mais

Créditos

Reembolsos antecipados e renegociações disparam em 2023

As renegociações no crédito à habitação resultantes de alterações contratuais subiram 271,6%, avança o Banco de Portugal.

Habitação

Regulamentação da garantia pública aprovada até setembro

Apoio à concessão de crédito a jovens até aos 35 anos tem de ser regulamentada nos próximos 60 dias.

Dinheiro

Diminuíram as transações de alojamentos no arranque do ano

Apesar da diminuição nas transações de alojamentos, o Índice de Preços da Habitação registou um crescimento de 7%.

Habitação

Senhorios com dificuldades para pedir compensação por rendas antigas

Candidaturas estão abertas desde o início do mês mas têm registado diversos constrangimentos.