Créditos

Prestação do crédito à habitação teve subida de 35,4% face a 2022

Junho 16, 2023 · 11:21 am
Foto de Glauco Zuccaccia na Unsplash

A taxa de juro implícita dos contratos de crédito à habitação subiu para 3,398% em maio, o valor mais elevado desde junho de 2009 e 28,8 pontos base acima da de abril, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo o INE, nos contratos celebrados nos últimos três meses a taxa de juro subiu 20,7 pontos base, de 3,675% em abril para 3,882% em maio, atingindo o valor mais elevado desde agosto de 2012.

Para o destino de financiamento aquisição de habitação, o mais relevante no conjunto do crédito à habitação, a taxa de juro implícita para o total dos contratos subiu para 3,383% (+28,5 pontos base face a abril). Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro subiu 21,0 pontos base face ao mês anterior, fixando-se em 3,871%.

Valor das prestações subiu mais de 35% num ano

Considerando a totalidade dos contratos, em maio o valor médio da prestação mensal fixou-se em 352 euros, mais 11 euros que em abril e mais 92 euros que em maio de 2022 (aumento de 35,4%).

Deste valor, 179 euros (51%) correspondem a pagamento de juros e 173 euros (49%) a capital amortizado – em maio de 2022, a componente de juros representava apenas 16% do valor médio da prestação (260 euros).

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o valor médio da prestação subiu um euro em maio face ao mês anterior, para 591 euros, o que representa um aumento de 51,2% face ao mesmo mês do ano anterior.

Em maio, o capital médio em dívida para a totalidade dos contratos subiu 197 euros face ao mês anterior, fixando-se em 63.169 euros. Para os contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio em dívida foi 124.065 euros, menos 1.669 euros que em abril.

Fonte: Lusa

Créditos

Reembolsos antecipados e renegociações disparam em 2023

As renegociações no crédito à habitação resultantes de alterações contratuais subiram 271,6%, avança o Banco de Portugal.

Créditos

Prestação da casa desce em julho para todos os prazos

A descida mais expressiva ocorre nos contratos indexados à Euribor a 12 meses.

Créditos

Avaliação da habitação aumentou 14 euros em maio

O valor mediano da habitação fixou-se nos 1.610 euros por metro quadrado.

Leia mais

Dicas

10 atividades ao ar livre perfeitas para as férias em família

Ideias originais para animar o seu verão!

Turismo

Proveitos totais do alojamento turístico subiram 12,2% até maio

Nos primeiros cinco meses do ano foram registados 11,3 milhões de hóspedes e 27,7 milhões de dormidas em Portugal.

Decoração

Como transformar um imóvel comum numa casa de luxo sem gastar muito

Saiba como criar um ambiente mais sofisticado em sua casa.

Dinheiro

Preço mediano da habitação sobe 5% no 1.º trimestre para 1.644 euros/m2

Os preços de habitação mais elevados são em Lisboa, em Cascais e Oeiras.