Créditos

Prestação da casa sobe 238,65 euros para créditos de 150 mil euros a 12 meses

Setembro 1, 2023 · 10:34 am
Imagem de Wirestock no Freepik

A prestação da casa ao banco vai subir em setembro para os contratos de 150 mil euros indexados à Euribor revistos nesse mês, agravando-se em 238,65 euros a 12 meses, segundo a simulação da Deco/Dinheiro&Direitos.

Um cliente com um empréstimo no valor de 150 mil euros, a 30 anos, indexado à Euribor a seis meses e com um ‘spread’ (margem de lucro do banco) de 1%, irá pagar em setembro 800,11 euros de prestação, mais 72,26 euros do que na última revisão, em março.

No caso de um empréstimo nas mesmas condições (valor e prazo de amortização), mas indexado à Euribor a três meses, a prestação será de 785,19 euros, agravando-se em 36,53 euros face a junho.

Por fim, os empréstimos indexados à Euribor a 12 meses irão pagar em setembro uma prestação de 811,94 euros, uma subida de 238,65 euros.

Estes valores foram calculados tendo em conta as médias da Euribor no mês de agosto, de 3,944% a seis meses, 3,780% a seis meses e 4,073% a 12 meses.

Escalada das taxas de juro teve início em fevereiro de 2022

As Euribor começaram a subir mais significativamente a partir de 04 de fevereiro de 2022, depois de o Banco Central Europeu (BCE) ter admitido que poderia subir as taxas de juro diretoras devido ao aumento da inflação na zona euro e a tendência foi reforçada com o início da invasão da Ucrânia pela Rússia em 24 de fevereiro de 2022.

Na mais recente reunião de política monetária, realizada em 27 de julho, o BCE voltou a subir os juros, pela nona sessão consecutiva, em 25 pontos base – tal como em 15 de junho e 04 de maio -, acréscimo inferior ao de 50 pontos base efetuado em 16 de março, em 02 de fevereiro e em 15 de dezembro, quando começou a desacelerar o ritmo das subidas.

Antes, em 27 de outubro e em 08 de setembro, as taxas diretoras subiram em 75 pontos base. Em 21 de julho de 2022, o BCE tinha aumentado, pela primeira vez em 11 anos, em 50 pontos base, as três taxas de juro diretoras.

A próxima reunião de política monetária do BCE realiza-se em 14 de setembro. As taxas Euribor a três, a seis e a 12 meses registaram mínimos de sempre, respetivamente, de -0,605% em 14 de dezembro de 2021, de -0,554% e de -0,518% em 20 de dezembro de 2021.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 19 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Fonte: Lusa

Dinheiro

Avaliação das casas atinge novo máximo

O valor mediano de avaliação bancária na habitação foi de 1.518 euros por metro quadrado, em junho, mais oito euros que em maio, diz o INE.

Dinheiro

Avaliação bancária na habitação sobe para 1.510 euros por metro quadrado

O valor mediano de avaliação bancária na habitação em maio foi de mais 9,4% em termos homólogos.

Dinheiro

Avaliação bancária na habitação sobe 10% em abril

O valor mediano de avaliação bancária na habitação foi 1.491 euros por metro quadrado em abril.

Leia mais

Habitação

Câmara de Lisboa propõe “discriminação positiva” de residentes no acesso à renda acessível

Medida visa beneficiar residentes das freguesias sob maior pressão urbanística.

Dinheiro

Preços das casas em Portugal aumentaram 111% desde 2015

O diretor do FMI para a Europa considera que correção dos preços das casas não será repentina.

Impostos

IRS: o que muda nos novos escalões

O Governo alargou o alívio fiscal até ao 8.º escalão.

Créditos

Sabe quanto pagou de juros no mês passado?

Perceba quanto amortizou no empréstimo da casa.