Dinheiro

Preços da habitação caem 0,4% na zona euro no primeiro trimestre

Julho 5, 2024 · 3:05 pm
Foto de Rob R no Pexels

Os preços da habitação registaram, no primeiro trimestre deste ano em comparação com o período homólogo, uma queda de 0,4% na zona euro e um avanço de 1,3% na União Europeia (UE), revelou hoje o Eurostat.

Dados hoje publicados pelo gabinete estatístico da UE indicam que, no primeiro trimestre de 2024, os preços da habitação desceram 0,4% na área da moeda única e subiram 1,3% no conjunto da UE em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

Segundo o Índice de Preços da Habitação, no quarto trimestre de 2023, os preços da habitação tinham descido 1,2% na zona euro e subido 0,2% na UE. Na variação em cadeia, nos primeiros três meses deste ano em comparação com o último trimestre de 2023, os preços da habitação diminuíram 0,1% na zona euro e aumentaram 0,4% na UE.

Preços sobem 5 vezes mais em Portugal do que na UE

Já em Portugal, os preços das casas continuam a crescer mais do que a média da Zona Euro e da UE, embora a um ritmo cada vez mais lento, segundo a Eurostat.

Nos três primeiros meses de 2024, o mercado nacional registou um crescimento de 7%, face a igual período do ano anterior, ficando muito acima da média de 1,4% dos países da UE e distante dos 0,4% verificados em 20 Estados-membros da Zona Euro.

Apesar da subida dos preços em Portugal, estes números evidenciam que o mercado imobiliário nacional está a dar sinais de desaceleração. A variação trimestral fixou-se em apenas 0,6%, abaixo dos 1,3% verificados no trimestre anterior, enquanto os 7% comparam com uma taxa homóloga de 7,8% no último trimestre de 2023.

Os sinais de abrandamento sugerem que, depois de um período de grandes subidas, o mercado pode estar a atingir um ponto de inflexão.

Portugal tem 4.º maior aumento da Zona Euro

Entre os Estados-membros para os quais existem dados disponíveis, sete registaram uma descida anual dos preços da habitação no primeiro trimestre de 2024 e 19 registaram um aumento anual.

Em concreto, segundo o Eurostat, as maiores descidas anuais foram registadas no Luxemburgo (-10,9%), na Alemanha (-5,7%) e em França (-4,8%), enquanto os maiores aumentos foram verificados na Polónia (+18,0%), na Bulgária (+16,0%) e na Lituânia (+9,9%).

Em termos de valorização imobiliária, no primeiro trimestre, Portugal está na sétima posição e é o quarto país com o maior aumento dos preços da Zona Euro, face ao primeiro trimestre de 2023.

Em comparação com o trimestre anterior, os preços diminuíram em oito Estados-membros e aumentaram em 18 Estados-membros, sendo que as maiores descidas foram observadas na Dinamarca (-2,5%), França (-2,1%) e Eslováquia (-1,7%), ao passo os maiores aumentos foram na Bulgária (+7,1%), Hungria (+5,1%) e Polónia (+4,3%).

Fonte: Lusa/ Redação

Dinheiro

Preço mediano da habitação sobe 5% no 1.º trimestre para 1.644 euros/m2

Os preços de habitação mais elevados são em Lisboa, em Cascais e Oeiras.

Créditos

Reembolsos antecipados e renegociações disparam em 2023

As renegociações no crédito à habitação resultantes de alterações contratuais subiram 271,6%, avança o Banco de Portugal.

Dinheiro

Diminuíram as transações de alojamentos no arranque do ano

Apesar da diminuição nas transações de alojamentos, o Índice de Preços da Habitação registou um crescimento de 7%.

Leia mais

Dicas

10 atividades ao ar livre perfeitas para as férias em família

Ideias originais para animar o seu verão!

Turismo

Proveitos totais do alojamento turístico subiram 12,2% até maio

Nos primeiros cinco meses do ano foram registados 11,3 milhões de hóspedes e 27,7 milhões de dormidas em Portugal.

Decoração

Como transformar um imóvel comum numa casa de luxo sem gastar muito

Saiba como criar um ambiente mais sofisticado em sua casa.

Dinheiro

Preço mediano da habitação sobe 5% no 1.º trimestre para 1.644 euros/m2

Os preços de habitação mais elevados são em Lisboa, em Cascais e Oeiras.