Investimento

Portugal entre os destinos mais procurados para investimento imobiliário em 2024

Dezembro 14, 2023 · 5:26 pm
Imagem de Vwalakte no Freepik

O investimento imobiliário a nível global deverá aumentar em 2024, atingindo um pico no terceiro trimestre, prevê o Savills World Research, que aponta Portugal como “um dos destinos mais procurados devido ao seu potencial turístico”.

“Os analistas da Savills preveem um ambiente de investimento imobiliário mais positivo em 2024, com 57%, em média, a esperar um aumento moderado a forte na atividade de investimento no próximo ano, embora este valor suba para 70% dos inquiridos no que respeita a imóveis residenciais ‘multifamily’ [multifamiliares] e para 66% em termos de imóveis industriais e logísticos”, anunciou hoje a consultora imobiliária internacional em comunicado.

Escritórios e retalhos a aumentar valores

Por seu turno, no segmento logístico, 92% dos inquiridos esperam a manutenção ou aumento dos valores de arrendamentos, num contexto de procura resiliente por parte dos consumidores e de uma base de produção em expansão após a pandemia de covid-19.

Já nos segmentos de escritórios e retalho, antecipam-se “valores de arrendamento estáveis ou crescentes no mercado imobiliário ‘prime’”, quer se trate de espaços prestigiados de escritórios nos centros das cidades (73% preveem um aumento dos valores) ou de pontos de venda no retalho de qualidade com forte afluência de visitantes nacionais ou turistas (81%).

Para o mercado secundário de escritórios, 70% dos inquiridos preveem que os valores se mantenham estáveis ou sofram uma descida em 2024, sendo que “quaisquer aumentos de rendas dependerão, provavelmente, da atualização destas propriedades”.

2024 será melhor para investidores

O diretor da Savills World Research, Eri Mitsostergiou, citado no comunicado, considera que “2024 deverá ser um ano muito melhor para os investidores imobiliários a nível mundial, prevendo-se uma recuperação sustentada à medida que as ‘yields’ se tornem mais atrativas, as rendas ‘prime’ subam e a reavaliação dos preços comece a realinhar as expectativas dos compradores e dos vendedores nos mercados onde tal ainda não se verificou”.

Por sua vez a ‘head of research’ da Savills Portugal, Alexandra Portugal Gomes, refere que, “para 2024, as projeções são ligeiramente mais otimistas, ainda com uma análise de riscos muito criteriosa por parte dos investidores”.

“Vamos certamente continuar a assistir a uma maior diversificação das carteiras como estratégia adotada pelos investidores, direcionando o seu investimento para segmentos alternativos como o residencial, ‘senior living’, ‘healthcare’ e ‘student housing’. Além disso, os critérios ESG e a descarbonização assumirão também um grande destaque, uma vez que, à medida que os investidores se tornarem mais conscientes dos aspetos ambientais, sociais e de governação, procurarão ativos que ofereçam um elevado retorno financeiro e estejam alinhados com os seus valores”, acrescenta.

Lusa/ Redação

Dinheiro

O que vai acontecer aos preços de casas em 2024?

As perspetivas para este ano são avançadas pela consultora Worx Real Estate.

Impostos

Prazo de três meses para evitar IRS em mais-valias pode ir até março de 2025

A Autoridade Tributária veio clarificar os prazos para uso dos ganhos com venda de imóveis na amortização de créditos.

Créditos

Avaliação da habitação sobe 14 euros em janeiro

O valor mediano de avaliação bancária na habitação subiu 0,9% em janeiro.

Leia mais

Construção

Vanguard investe 50 milhões em fábrica de casas em madeira

A nova unidade de produção da fábrica da Kōzōwood Industries terá capacidade para construir estruturas em madeira para três casas por dia.

Profissionais

8 Dicas para ter sucesso numa negociação imobiliária

Descubra estratégias infalíveis para melhorar a sua técnica.

Profissionais

Imobiliário representa mais de metade do investimento direto estrangeiro

Em 2023, as transações de investimento direto estrangeiro em Portugal totalizaram 6,8 mil milhões de euros.

Construção

Setor da construção acorda nova tabela salarial para 2024

O acordo de revisão do Contrato Coletivo de Trabalho do setor prevê retribuições mínimas entre 820 e 1.350 euros.