Habitação

Plano de reabilitação em 11 bairros municipais de Lisboa arranca na terça-feira

Junho 5, 2023 · 2:02 pm
Bairro dos Alfinetes/ Imagem do Facebook da Câmara Municipal de Lisboa

O plano de intervenção e reabilitação em 11 bairros municipais de Lisboa, com um investimento total de 40 milhões de euros até 2026, arranca na terça-feira no Bairro dos Alfinetes, na freguesia de Marvila, anunciou hoje a empresa Gebalis.

As obras previstas inserem-se no programa Morar Melhor, em que a empresa Gebalis – Gestão do Arrendamento da Habitação Municipal de Lisboa pretende intervir em “11 bairros, 129 edifícios e mais de 2.000 frações”, com uma dotação financeira de 40 milhões de euros, valor consagrado no contrato-programa celebrado com a Câmara Municipal de Lisboa (CML), com um prazo de vigência entre 2022 e 2026.

Primeira fase arranca em Marvila

A primeira fase de intervenções de fundo que a Gebalis vai levar a cabo nos bairros municipais que se encontram sob sua gestão terá início na terça-feira no Bairro dos Alfinetes, na freguesia de Marvila, com a presença do presidente da Câmara, Carlos Moedas (PSD).

“Com vista a proporcionar mais qualidade de vida aos residentes do Bairro dos Alfinetes, composto por um edificado cuja construção se desenvolveu entre 1995 e 2001, a Gebalis inicia aqui a implementação no terreno do seu programa Morar Melhor”, informou a empresa municipal, em comunicado.

Edifícios sem obras há décadas

Da parte da CML, a informação é de que “em muitos casos são obras estruturais em coberturas, fachadas e espaços comuns de prédios que não sofreram quaisquer intervenções ao longo de várias décadas”.

Numa nota de agenda, a câmara indicou ainda que as intervenções previstas têm também como objetivo “a modernização e recuperação de elevadores inoperacionais, que dificultam e tornam o dia a dia de muitas pessoas, especialmente idosas, particularmente complexo”.

11 bairros reabilitados na 1.ª fase

No início de maio, a vereadora da Habitação, Filipa Roseta (PSD), disse que o município iria arrancar ainda este ano com 11 das obras de uma “megaoperação de reabilitação” dos bairros municipais, “muitos” dos quais não foram intervencionados desde a sua origem.

“Este ano vão arrancar 11 obras, porque já estavam no nosso orçamento”, adianta Filipa Roseta, acrescentando que serão gastos 23 milhões de euros.

Dos 11 bairros em causa – 2 de Maio, Açucenas, Alfinetes, Boavista, Bom Pastor, Condado, Flamenga, Nascimento Costa, Padre Cruz, Rego e Telheiras Sul –, sete estão incluídos no Programa Especial de Realojamento (PER), que foi implementado desde 1993 para erradicar as barracas nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto.

CML quer investir mais no “Morar Melhor”

De acordo com a Gebalis, empresa responsável pela gestão da habitação municipal, “a CML já manifestou que tem por objetivo aumentar de forma significativa o investimento no programa Morar Melhor com um novo contrato-programa”.

Este plano de intervenção e reabilitação em 11 bairros tem “uma forte componente social, passando sobretudo pela manutenção e reforço da segurança da comunidade, assim como pelo necessário bem-estar geral da população”, realçou a empresa municipal.

No Bairro dos Alfinetes, as obras vão abranger um total de sete edifícios e 68 frações, com intervenções previstas nas coberturas e nas fachadas, para “oferecer ao edificado uma maior harmonia arquitetónica, segurança, conforto e melhores condições de habitabilidade aos residentes”, apontou a Gebalis.

O programa Morar Melhor terá continuidade durante as próximas semanas no Bairro Padre Cruz, na freguesia de Carnide, e no Bairro da Boavista, em Benfica.

Para o presidente do Conselho de Administração da Gebalis, Fernando Angleu, a fase de intervenções de fundo nos bairros municipais de Lisboa que se inicia esta terça-feira “reflete por completo o compromisso e o esforço da CML e da Gebalis em garantir à comunidade a qualidade de vida e o conforto habitacional que todos merecem”, em que o programa Morar Melhor é “um instrumento fulcral” para atingir esses objetivos.

Fonte: Lusa

Portugal regista 2ª maior subida na produção na construção na UE

Os principais avanços registaram-se em Espanha (8,3%), Portugal (4,4%) e República Checa (3,7%).

Habitação

Câmara de Lisboa propõe “discriminação positiva” de residentes no acesso à renda acessível

Medida visa beneficiar residentes das freguesias sob maior pressão urbanística.

Dinheiro

Preços das casas em Portugal aumentaram 111% desde 2015

O diretor do FMI para a Europa considera que correção dos preços das casas não será repentina.

Leia mais

Portugal regista 2ª maior subida na produção na construção na UE

Os principais avanços registaram-se em Espanha (8,3%), Portugal (4,4%) e República Checa (3,7%).

Habitação

Câmara de Lisboa propõe “discriminação positiva” de residentes no acesso à renda acessível

Medida visa beneficiar residentes das freguesias sob maior pressão urbanística.

Dinheiro

Preços das casas em Portugal aumentaram 111% desde 2015

O diretor do FMI para a Europa considera que correção dos preços das casas não será repentina.

Impostos

IRS: o que muda nos novos escalões

O Governo alargou o alívio fiscal até ao 8.º escalão.