Passeios

Os 5 monumentos mais visitados no norte do país

Abril 7, 2023 · 8:56 am
Imagem de Rodrigo.Argenton, CC BY-SA 4.0 , via Wikimedia Commons

Entre castelos, catedrais, sítios arqueológicos e impressionantes paisagens, o património do norte de Portugal é de enorme riqueza cultural e histórica. A diversidade é pretexto para muitos e bons passeios. Se já está de malas prontas, descubra quais os monumentos e museus mais visitados na zona norte do país.

Em 2022, o número de visitantes dos museus e monumentos no norte do país aumentou 109,5%, em relação ao ano anterior, de acordo com as estatísticas divulgadas pela Direção Regional de Cultura do Norte. No total, houve 1.874.769 visitantes, o que ilustra a tendência de crescimento, estando, no entanto, ainda longe dos valores registados antes da pandemia, com 2.232.154 de entradas em 2019.

Mas quais são os locais preferidos dos turistas nacionais e estrangeiros? Descubra quais os monumentos a norte que mais visitantes receberam em 2022.

monumentos no norte: Sé do Porto






Imagem de Sylabo no Pixabay

Os 5 monumentos mais visitados no norte do país

1. Sé do Porto

Sé do Porto, também conhecida como Catedral do Porto, é o monumento mais visitado na zona norte e um dos mais procurados de todo o país, tendo recebido 509.702 visitantes no ano de 2022.

Datada dos séculos XII e XIII, a Sé do Porto tem uma estrutura romano-gótica, embora, no período barroco, tenha sido alvo de algumas modificações. Esta catedral faz parte do Centro Histórico do Porto classificado em 1996 como Património Mundial pela UNESCO.

Os 5 monumentos mais visitados no norte do país

2. Paço dos Duques, Guimarães  

Situado na cidade de Guimarães, Património Mundial da UNESCO, o Paço dos Duques é o segundo monumento mais visitado do norte de Portugal, tendo registado 366.514 entradas, em 2022.

O palácio remonta ao século XV e foi construído pelo primeiro Duque de Bragança, D. Afonso, filho ilegítimo de D. João I. Depois da mudança da família para Vila Viçosa, o Paço dos Duques entra em lento declínio. Foi quartel militar, durante as invasões francesas, até que, no século XX, foi reabilitado e aberto ao público em 1959.

Monumentos a norte: paço dos duques






Imagem de Schiri no Pixabay
monumentos a norte: castelo de guimaraes






Imagem de Svetlana no Pixabay

Os 5 monumentos mais visitados no norte do país

3. Castelo de Guimarães  

O Castelo de Guimarães é um dos mais importantes do imaginário nacional, no entanto, a sua construção remonta ainda a meados do século X, antes da fundação de Portugal. Quando a Condessa Mumadona Dias assume o governo do condado portucalense manda edificar o castelo para travar os ataques de muçulmanos e normandos.

Mais de um século depois, D. Henrique de Borgonha escolhe Guimarães para instalar a sua corte e faz obras de ampliação da fortificação. Reza a lenda que aqui terá nascido D. Afonso Henriques, o primeiro Rei de Portugal, e, mesmo sem certezas sobre este facto, o monumento mereceu a visita de 302.761 pessoas em 2022.

Os 5 monumentos mais visitados no norte do país

4. Sé de Braga

A voz popular perpetuou a expressão “ser mais velho do que a Sé de Braga”, porque, de facto, a Sé de Braga é a mais antiga catedral portuguesa, cuja construção teve início no século XI. Rivalizou em importância com Santiago de Compostela e nela estão guardados verdadeiros tesouros e memórias dos seus mais de 9 séculos de história.  Na Capela dos Reis jazem os túmulos dos pais do primeiro rei português, D. Teresa e D. Henrique de Borgonha.

No ano de 2022, a Sé de Braga foi o quarto monumento mais procurado do norte do país, tendo registado 149.462 visitantes.

Monumentos mais visitados a norte: Sé de Braga






Imagem de John Samuel, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons
Monumentos mais visitados: Museu de Alberto Sampaio






Krzysztof Golik, CC BY-SA 4.0 , via Wikimedia Commons

Os 5 monumentos mais visitados no norte do país

5. Museu de Alberto Sampaio, Guimarães

O Museu de Alberto Sampaio fica situado no centro histórico de Guimarães, Património da Humanidade. Ocupa o espaço do primeiro mosteiro edificado no local, no século X, a mando da condessa portucalense Mumadona Dias, em torno do qual cresceu a cidade vimaranense. No século XII, o mosteiro é transformado em Colegiada pelo Conde D. Henrique e sofreu diversas alterações e intervenções ao longo da história.

Criado em 1928, o museu alberga um espólio de arte sacra, uma importante coleção de ourivesaria e alguns dos mais curiosos tesouros nacionais, de que são exemplo o cálice românico de D. Sancho I e o loudel (peça de vestuário militar usada sobre a cota de malha) que D. João I usou na Batalha de Aljubarrota. Foram registadas 68.490 entradas neste museu, em 2022, sendo o quinto mais visitado a norte.

Turismo

Unidades hoteleiras perspetivam taxa de ocupação acima dos 70% na Páscoa

Turistas portugueses lideram a procura nos principais mercados nacionais.

Turismo

Portugal arrecada 31 “óscares” europeus do turismo

Na gala europeia dos "World Travel Awards", vários destinos nacionais foram distinguidos.

Turismo

Bolsa de Turismo de Lisboa tem melhor edição de sempre

O número de visitantes ultrapassou a edição de 2023 da Web Summit, avança a organização.

Leia mais

Impostos

IRS: o que muda nos novos escalões

O Governo alargou o alívio fiscal até ao 8.º escalão.

Créditos

Sabe quanto pagou de juros no mês passado?

Perceba quanto amortizou no empréstimo da casa.

Habitação

Câmara de Lisboa anuncia mais de 1000 camas para estudantes

Inaugurada residência universitária com 320 camas, mas há vários projetos em curso.

Créditos

Bancos devolveram 8,3 ME por comissões e juros indevidos

Reclamações de clientes bancários dispararam no ano passado.