Habitação

Onde comprar as casas mais baratas?

Fevereiro 7, 2024 · 5:08 pm
Foto de Miguel Silva na Unsplash

Os preços das casas transacionadas em Portugal continuam a subir, mas o mercado dá já sinais de desaceleração. No ano passado, os preços de venda tiveram um crescimento mais lento do que em 2022.

De acordo com os dados divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), relativos ao 3.º trimestre de 2023, o valor médio da habitação foi 1.641 euros por metro quadrado (m2), ou seja, um aumento de 10% em comparação com igual período de 2022.

Embora o preço médio das habitações tenha aumentado em 22 das 26 sub-regiões NUTS III, também houve regiões a contrariar a tendência do país, como a Beira Baixa, Douro, Alto Alentejo e Baixo Alentejo, que tiveram diminuições homólogas dos preços da habitação neste período.

Município a município

Se tivermos em conta os últimos 12 meses (terminados em setembro de 2023), o valor médio das habitações vendidas foi de 1.579 euros/m2. Naturalmente, os preços variam muito de norte a sul do país, com grandes discrepâncias entre regiões e entre concelhos.

Analisando município a município, é na Grande Lisboa que se encontram os três que têm os preços mais elevados: Lisboa, Oeiras e Cascais. Seguem-se municípios algarvios que, muito por esta ser uma zona turística, têm valores de transação mais elevados. O Porto ocupa a oitava posição desta lista.

Por outro lado, os concelhos com os preços por metro quadrado mais baixos são os menos populosos, nenhum deles tem mais de 100 mil habitantes, e no interior do país.

Os 10 municípios mais caros do país

1. Lisboa: Com um valor mediano de vendas impressionante de 4.151 euros/m2, a capital lidera a lista é continua a ser a região mais cara para adquirir propriedades em Portugal.

2. Cascais: Este concelho da Grande Lisboa destaca-se com um valor de 3.831 euros/ m² e oferece um estilo de vida sofisticado e cenários deslumbrantes.

3. Oeiras: Com 3.177 euros por m², Oeiras é conhecida pela sua qualidade de vida e infraestruturas modernas.

4. Loulé (Algarve): No sul de Portugal, com muito sol e perto do mar, Loulé tem um valor médio de 3.168 euros por m².

5. Lagos (Algarve): Ainda a sul de Portugal, Lagos oferece uma atmosfera única e apresenta-se como uma das opções mais caras do país, com 3,079 euros por m².

6. Vila do Bispo (Algarve): Com preços de 2,943 euros por m², este município destaca-se como uma alternativa exclusiva na região do Algarve.

7. Aljezur (Algarve): Aljezur combina beleza natural e exclusividade e tem um valor médio de 2,848 euros por m².

8. Porto: A cidade Invicta, com 2,798 euros por m², tem uma atmosfera vibrante e é uma das áreas metropolitanas mais caras para comprar casa.

9. Tavira (Algarve): Com charme histórico e proximidade das mais belas praias da região, tem um preço médio de 2,731 euros/m².

10. Albufeira (Algarve): Com um valor médio de 2.717 euros por m², Albufeira atrai os que procuram o equilíbrio entre um estilo de vida animado e tranquilidade.

Os 10 municípios mais baratos para comprar casa

1. Figueira de Castelo Rodrigo: O município que tem na sua aldeia medieval um património histórico incomparável, além de uma beleza natural única, é também onde se podem comprar casas pelo valor mais baixo no país: 140 euros/m².

2. Mêda: Com uma localização estratégica no centro do país e uma paisagem encantadora, este concelho beirão apresenta um valor médio de 163 euros/m2.

3. Sernancelhe: Terra do granito, vinhas e olivais, este concelho no Douro, distrito de Viseu, oferece qualidade de vida e habitação a preços acessíveis, com um valor mediano de 197 euros/m2.

4. Armamar: No coração do Douro, marcado pelas vinhas e paisagens inesquecíveis, este município tem um valor médio de 257 euros/m2.

5. Vila Velha de Ródão: Entre o Tejo e a beleza das paisagens, este município da Beira Baixa, proporciona vivências encantadoras e um preço médio de 278 euros/m2, sendo uma excelente opção para potenciais compradores.

6. Pinhel: Este concelho beirão, no distrito da Guarda, tem uma riqueza cultural imperdível e o atrativo valor médio de 280 euros/m2 na venda de habitação.

7. Almeida: O concelho raiano tem muita história e tradição e um preço médio de 284 euros/m2, apresentando-se como uma alternativa com custos mais baixos.

8. Tabuaço: Este verdejante município na região do Douro oferece um preço médio de 284 euros/m2, tornando-se uma escolha interessante para quem procura estilos de vida mais tranquilos.

9. Idanha-a-Nova: Com um valor mediano de 290 euro/m2, Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, é muito atrativa pela riqueza histórica e qualidade de vida.

10. Pampilhosa da Serra: Este município na zona Centro do país é conhecido pela sua beleza natural. Com um valor médio de 298 euros/m2, destaca-se como uma opção acessível no mercado imobiliário.

Construção

Reabilitação urbana cresce 2,7% em janeiro

A atividade dos empresários do setor cresceu em janeiro face ao ano anterior.

Construção

Vanguard investe 50 milhões em fábrica de casas em madeira

A nova unidade de produção da fábrica da Kōzōwood Industries terá capacidade para construir estruturas em madeira para três casas por dia.

Profissionais

8 Dicas para ter sucesso numa negociação imobiliária

Descubra estratégias infalíveis para melhorar a sua técnica.

Leia mais

Construção

Reabilitação urbana cresce 2,7% em janeiro

A atividade dos empresários do setor cresceu em janeiro face ao ano anterior.

Decoração

O que nunca fazer em decoração: erros e opções de que te vais arrepender

Como fazer da nossa casa um cenário inspirador!

Créditos

Prestação da casa desce 4 euros para créditos com Euribor a 3 e 6 meses

Redução acontece pelo segundo mês consecutivo.

Construção

Vanguard investe 50 milhões em fábrica de casas em madeira

A nova unidade de produção da fábrica da Kōzōwood Industries terá capacidade para construir estruturas em madeira para três casas por dia.