Habitação

Ministro das Finanças: Apoio às rendas já abrange 186 mil beneficiários

Junho 28, 2023 · 2:43 pm
Ministro das Finanças, Fernando Medina/ @Agência Lusa, CC BY 3.0 , via Wikimedia Commons

O ministro das Finanças, Fernando Medina, avançou hoje que o apoio às rendas abrange até ao momento 186 mil beneficiários e defendeu a clarificação do despacho, acusando o PSD de se centrar na crítica pela crítica.

“Despacho interpretativo” gera polémica

Na Comissão de Orçamento e Finanças, no parlamento, questionado pelo deputado do PSD Hugo Carneiro, o governante justificou que o despacho assinado pelo Secretário de Estado dos Assunto Fiscais “é um despacho de natureza interpretativa”, afirmando não compreender “como pode suscitar a discordância que não resulte da crítica pela crítica”.

Em causa está o despacho que toma como base de cálculo do apoio à renda o rendimento bruto – a matéria coletável, mais deduções específicas -, aos quais se acrescentam outros rendimentos tributados a taxas especiais, como pensões de alimentos ou mais-valias.

Medina considera que este clarifica que “devem ser consideradas as diferentes fontes de rendimento”, ou seja, “que relativamente à base de cálculo do rendimento, se deve considerar as diversas fontes do rendimento, incluindo as que não estão declaradas e que estão não estão presentes em declaração de IRS”, como rendimentos prediais que estão sujeitos a taxas liberatórias de não introdução obrigatória.

Número de beneficiários acima do esperado

O ministro adiantou ainda que o universo de beneficiários superou as expectativas (150 mil), tendo “neste momento já 186 mil beneficiários” e que o orçamento de 250 milhões de euros está praticamente executado, já que ronda atualmente 240 milhões de euros.

O decreto-lei que fixa as regras de atribuição do apoio ao arrendamento diz que o rendimento anual a considerar é “o total do rendimento para determinação da taxa apurado pela Autoridade Tributária (AT)”, ou seja, a matéria coletável.

Contudo, o despacho do Secretário de Estado suscitou críticas dos partidos, pelo que o PS propôs uma norma de alteração que clarifica que para o acesso ao apoio de renda considera-se o rendimento bruto em IRS e não somente a matéria coletável do rendimento.

Fonte: Lusa

Habitação

Ministra: Despacho que clarifica acesso no apoio à renda não é um recuo

A Ministra da Habitação, Marina Gonçalves, considera que despacho apenas clarifica e não altera a lei aprovada pelo Governo.

Habitação

Governo admite clarificar decreto-lei do apoio à renda

Um despacho interno do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais instruiu a Autoridade Tributária a alterar a fórmula de cálculo do apoio às rendas.

Habitação

Despacho interno das Finanças manda cortar no apoio às rendas

Finanças estão a considerar o rendimento bruto e as pensões de alimentos, ao invés da matéria coletável, o que determina uma prestação mais baixa ou a exclusão do apoio.

Leia mais

Habitação

Governo não avança mais informação sobre garantia pública

A garantia pública no crédito à compra de casa por jovens foi aprovada, mas dúvidas mantêm-se.

Gastronomia

“Snacks” saudáveis para levar para a praia e piqueniques

Descubra ideias simples e saborosas!

Habitação

Pinheiro Manso ganha novo empreendimento de apartamentos

O novo condomínio conta com 20 apartamentos de tipologias T1 a T4.

Alojamento Local

Governo prolonga prazo para pagamento da taxa do Alojamento Local

A revogação desta taxa vai ser discutida no parlamento no próximo dia 20 de junho .