Empresas

Lisboa: ocupação de escritórios até maio já superou 2023

Junho 25, 2024 · 4:13 pm
Imagem de dit26978 no Freepik

O mercado de escritórios de Lisboa registou uma ocupação de 119.000 m2 entre janeiro e maio deste ano, um volume de absorção que supera já em 6% os 112.500 m2 ocupados em todo ao ano passado. Os dados constam do relatório mensal Office Flashpoint de maio, divulgado pela JLL.

Os valores de 2023 atingiram os patamares mínimos da última década. Sofia Tavares, Head of Office Leasing da JLL, sublinha: “Dados os níveis reduzidos de atividade alcançados em 2023, já era expectável que o mercado tivesse uma trajetória de recuperação este ano. Contudo, atingir em apenas cinco meses um volume de ocupação superior ao do total anual, supera as nossas perspetivas iniciais”.

E acrescenta: “Ao mesmo tempo, esta recuperação da procura tem sido acompanhada pela chegada de nova oferta ao mercado, mesmo que em formato de pré-arrendamento. E, assim, é de esperar que os níveis de ocupação continuem a crescer de forma muito saudável face ao ano passado e, mesmo numa visão mais conservadora para a segunda metade do ano, é seguro prevermos atividades alinhadas com a média dos últimos cinco anos, que é em volta dos 175.000 m2 para Lisboa e de 55.000 m2 para o Porto.”

Porto com trajetória de recuperação

A ocupação registada em Lisboa nos primeiros cinco meses do ano traduz um aumento de 242% face aos 35.000 m2 ocupados no período homólogo. Realizaram-se 72 operações na capital, traduzindo uma área média por transação de 1.650 m2, mais 185% do que o indicador de 2023.

O Parque das Nações, com uma quota de 41%, foi a localização mais dinâmica, enquanto do lado da procura, se destacam as empresas de Serviços Financeiros, com um segmento de 40% da ocupação no acumulado do ano.

O mercado do Porto exibe de igual modo uma trajetória de recuperação. De janeiro a maio de 2024, foram ocupados 27.500 m2 de escritórios, mais 36% do que os 20.000 m2 verificados em igual período de 2023. Concretizaram-se 38 operações no mercado, com uma área média de 716 m2, praticamente o mesmo que em 2023.

Matosinhos e o CBD-Boavista (com 38% e 34% do take-up, respetivamente) são as localizações mais dinâmicas, enquanto as TMT’s & Utilities são o setor de procura mais ativo, com 46% da atividade no acumulado do ano.

Dicas

10 atividades ao ar livre perfeitas para as férias em família

Ideias originais para animar o seu verão!

Turismo

Proveitos totais do alojamento turístico subiram 12,2% até maio

Nos primeiros cinco meses do ano foram registados 11,3 milhões de hóspedes e 27,7 milhões de dormidas em Portugal.

Decoração

Como transformar um imóvel comum numa casa de luxo sem gastar muito

Saiba como criar um ambiente mais sofisticado em sua casa.

Leia mais

Dicas

10 atividades ao ar livre perfeitas para as férias em família

Ideias originais para animar o seu verão!

Turismo

Proveitos totais do alojamento turístico subiram 12,2% até maio

Nos primeiros cinco meses do ano foram registados 11,3 milhões de hóspedes e 27,7 milhões de dormidas em Portugal.

Decoração

Como transformar um imóvel comum numa casa de luxo sem gastar muito

Saiba como criar um ambiente mais sofisticado em sua casa.

Dinheiro

Preço mediano da habitação sobe 5% no 1.º trimestre para 1.644 euros/m2

Os preços de habitação mais elevados são em Lisboa, em Cascais e Oeiras.