Habitação

Governo com urgência em diplomas para “resgatar” 783 milhões do PRR e isenção de IMT

Junho 5, 2024 · 2:53 pm
Foto de Hendrik Morkel na Unsplash

O Governo agendou para terça-feira, com caráter de urgência, o debate de propostas sobre isenção do IMT para jovens e para “resgatar” 783 milhões de euros retidos no âmbito do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR).

Segundo o porta-voz da conferência de líderes, o deputado social-democrata Jorge Paulo Oliveira, foi possível estes dois diplomas do executivo subirem já a plenário na terça-feira na sequência de uma autorização dada pelo CDS-PP, que tinha para esse dia reservado de forma potestativa um debate sobre o 25 de Novembro de 1975.

Governo quer desbloquear PRR

A primeira das duas propostas de lei do Governo agendadas com urgência na reunião da conferência de líderes de hoje incide sobre o mercado de capitais, “condição essencial para Portugal ter acesso aos 783 milhões de euros retidos” em Bruxelas.

De acordo com o executivo, só quando for desbloqueada essa verba das terceira e quarta tranches do PRR, o Estado Português poderá avançar para requerer o quinto pagamento, este estimado em cerca de 1,8 mil milhões de euros.

Isenção de IMT a jovens na compra de primeira casa

Já o segundo diploma agendado com urgência pelo executivo PSD/CDS-PP, resulta das medidas tomadas pelo Governo para responder à crise na habitação e visa a concessão aos jovens até aos 35 anos de isenção de Imposto Municipal Sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT) na compra de uma primeira casa.

A isenção aplica-se à compra da primeira habitação até 316.772 euros – independentemente do seu rendimento de cada um dos jovens –, havendo uma garantia pública de até 15% do valor de aquisição, com o limite de 450.000 euros.

Duas propostas do Governo e duas do PSD em debate

Na conferência de líderes de hoje, para o próximo dia 20, além das propostas de inquérito parlamentar sobre a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (apresentadas por Bloco de Esquerda, Chega, e Iniciativa Liberal), foi igualmente marcado o debate de quatro iniciativas legislativas, duas do PSD e as outras duas do Governo.

Nas suas iniciativas, o PSD leva a plenário uma resolução para a criação de uma comissão eventual de acompanhamento da execução do PRR e dos fundos comunitários do programa Portugal 2030 e outra para a formação de um grupo de trabalho tendo em vista a revisão do subsídio de mobilidade das regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Já pela parte do Governo, no próximo dia 20, haverá o debate da proposta de lei para a duplicação de 0,5% para 1% da consignação de IRS e a alteração do regime de alojamento local.

Na conferência de líderes de hoje foram fixados um debate de atualidade com tema a indicar pelo Livre (dia 26 de junho), agendamentos potestativos do PS (03 de julho) e do Chega (04 de julho) e uma interpelação ao Governo do Bloco de Esquerda (dia 28 de junho).

Fonte: Lusa

Impostos

Aprovada isenção de IMT e do imposto de selo para jovens na compra de casa

A proposta do Governo foi aprovada com os votos a favor de PSD, Chega, IL, CDS-PP e PAN.

Impostos

Isenção de IMT impede jovens de arrendarem imóvel durante seis anos

A proposta de lei que determina a isenção de IMT para jovens na compra da primeira casa vai ser discutida no parlamento.

Profissionais

APEMIP integra agentes imobiliários e reforça representatividade do setor

Alteração nos estatutos permite que agentes imobiliários sejam associados e integrem os órgãos sociais da APEMIP.

Leia mais

Dinheiro

Rendas das casas sobem 7,1% em maio

Lisboa registou o maior aumento, de acordo com o INE.

Profissionais

Contagem decrescente para a V Conferência da Promoção Imobiliária

A Secretária de Estado da Habitação, Patrícia Gonçalves Costa, discursa no início da tarde na Conferência da Promoção Imobiliária.

Habitação

Porta 65 Jovem com novas regras de acesso

Presidente da República promulgou o diploma do Governo que alarga o acesso ao Porta 65 Jovem.

Habitação

Governo vai apresentar revisão da lei dos solos no próximo mês

A revisão da lei pretende acelerar respostas para criar mais habitação acessível e a preços controlados.