Turismo

Entrada passa a gratuita nos museus aos domingos apenas para residentes em Portugal

Julho 13, 2023 · 8:52 am
Foto de The Creativv na Unsplash

A entrada nos museus, palácios e monumentos sob alçada do Estado vai passar a ser gratuita aos domingos e feriados para os residentes em Portugal e paga para os turistas estrangeiros, anunciou o ministro da Cultura.

“Vamos fazer uma revisão da bilhética, estamos a terminar isso, que vai colocar a gratuitidade, integral [durante todo o dia], ao domingo e ao feriado para os residentes em Portugal – os portugueses e os estrangeiros que residem em Portugal – mas os turistas vão passar a pagar ao domingo e ao feriado”, afirmou Pedro Adão e Silva na quarta-feira à noite, durante o programa “Grande Entrevista”, na RTP3.

Atualmente, a entrada é gratuita aos domingos e feriados, durante a manhã, para todos.

70% dos visitantes dos museus são estrangeiros

Pedro Adão e Silva lembrou que “70% dos visitantes dos museus portugueses são estrangeiros” e, dos 30% de visitantes portugueses, “só 15% é que paga bilhete inteiro, tudo o resto tem descontos muito significativos, de 50 a 60%”.

“Nós podemos, com este género de alteração, ter um efeito na receita significativo”, defendeu.

De acordo com o ministro, a acompanhar esta alteração na gratuitidade das entradas, será também feita uma “pequena revisão [do valor] da bilhética, uma coisa não muito significativa”.

Numa entrevista em que voltou a falar do modelo de reorganização da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e da transferência da gestão de alguns museus para as autarquias, Pedro Adão e Silva voltou a ser confrontado sobre as afirmações que tem feito nos últimos dias sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) à tutela política da gestão da TAP.

Ministro critica “política da indignação permanente”

“O que me preocupa é o modo como esta CPI [da TAP] demonstrou algumas tendências, que vão além da CPI, que se manifestam em Portugal e em todas as democracias ocidentais, e isso é que merece reflexão. Desde logo, uma subordinação da lógica política à lógica mediática”, afirmou Pedro Adão e Silva, retomando argumentos que já expusera em Évora, na segunda-feira, e em Melgaço, na terça-feira, em deslocações no âmbito da sua ação como ministro da Cultura, quando questionado por jornalistas sobre o mesmo assunto.

Adão e SIlva salientou “a sensação de que há uma espécie de política da indignação permanente, com um sensacionalismo que é acompanhado em ‘loops’ noticiosos”, e defendeu que “merece reflexão a forma como aquilo que se passa no parlamento parece estar a decorrer para ser visto nas televisões, e depois ser comentado nas televisões, numa espécie de ciclo de 24 horas”.

Para Adão e Silva, “isso leva a uma tendência de alguma judicialização do parlamento, que não é benéfica, e que tem enormes consequências”. “Acho que ninguém ganha com a política-espetáculo”, afirmou.

No mesmo âmbito, o ministro da Cultura lamentou que a oposição esteja mais centrada neste tipo de questões do que em apresentar – nomeando o PSD – propostas para o setor que tutela.

Fonte: Lusa

Passeios

Destinos de sonho para uma escapadinha barata

Portugal oferece destinos surpreendentes para todos os gostos. Descubra três destinos possíveis para fugir, cá dentro.

Turismo

Os 10 monumentos mais visitados do país

São palácios, conventos, mosteiros. Impressionam pela beleza e imponência, permitem verdadeiras viagens no tempo e ensinam-nos mais sobre a nossa história.

Passeios

Os 5 monumentos mais visitados no norte do país

Em 2022, o número de visitantes dos museus e monumentos no norte do país aumentou 109,5%, de acordo com as estatísticas divulgadas pela Direção Regional de Cultura do Norte.

Leia mais

Habitação

Governo não avança mais informação sobre garantia pública

A garantia pública no crédito à compra de casa por jovens foi aprovada, mas dúvidas mantêm-se.

Gastronomia

“Snacks” saudáveis para levar para a praia e piqueniques

Descubra ideias simples e saborosas!

Habitação

Pinheiro Manso ganha novo empreendimento de apartamentos

O novo condomínio conta com 20 apartamentos de tipologias T1 a T4.

Alojamento Local

Governo prolonga prazo para pagamento da taxa do Alojamento Local

A revogação desta taxa vai ser discutida no parlamento no próximo dia 20 de junho .