Habitação

Custos de construção de habitação nova aceleram e sobem 11,2% em janeiro

Março 10, 2023 · 3:09 pm
Imagem de Bearfotosa no Freepik

Fonte: LUSA

Os custos de construção de habitação nova aceleraram em janeiro, com o respetivo índice a registar um crescimento homólogo de 11,2%, mais 0,3 pontos percentuais do que no mês anterior (10,9%), divulgou hoje o INE.
Entre as componentes do Índice de Custos de Construção de Habitação Nova (ICCHN), o Instituto Nacional de Estatística (INE) aponta a desaceleração de 3,7 pontos percentuais do preço dos materiais, cujos custos subiram 10,4% em janeiro, em termos homólogos.

Entre os materiais que mais influenciaram esta variação estão o cimento, com um crescimento homólogo do preço de cerca de 30%, as madeiras e derivados de madeira, com variações superiores a 20%, e o betão pronto, com um crescimento perto dos 20%. Já o custo da mão-de-obra aumentou 12,4% em janeiro, acelerando face à subida de 6,7% registada em dezembro de 2022.

Segundo nota o INE, “o significativo aumento do custo de mão-de-obra não pode ser dissociado do aumento do salário mínimo (7,8%) em janeiro de 2023”. No que se refere à taxa de variação mensal do ICCHN, foi de 1,4% em janeiro, com o custo dos materiais a manter-se e o custo da mão-de-obra a aumentar 3,5%.

Segundo o INE, as componentes materiais e mão-de-obra contribuíram com 0,0 pontos percentuais e 1,4 pontos percentuais, respetivamente, para a formação da taxa de variação mensal do ICCHN (-0,2 pontos percentuais e 0,1 pontos percentuais em dezembro de 2022, pela mesma ordem).

Leia mais

Impostos

Aumento da dedução da renda aprovado na especialidade

O valor da dedução ao IRS com a renda da casa vai aumentar 200 euros, de forma faseada.

Investimento

Lisboa é o 8º destino para investimento em residências de estudantes na Europa

Estudo da JLL destaca capital portuguesa entre 40 cidades europeias.

Habitação

Descubra quanto gastam os portugueses em habitação

Encargos com habitação com mais importância relativa na despesa média das famílias.

Habitação

Segurança e abertura são “pontos fortes” de Lisboa

O Barómetro de Cidades Inclusivas analisa o desempenho de 46 cidades em quatro dimensões de inclusão.