Habitação

Carta Municipal de Habitação de Lisboa aprovada

Outubro 12, 2023 · 11:43 am
Imagem de Mylo Kaye no Pexels

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou, esta quarta-feira, a Carta Municipal de Habitação, que representa um esforço de investimento de 918 milhões a um prazo de dez anos.

O instrumento estratégico de intervenção municipal, no domínio da habitação, segue para consulta pública por um período de 60 dias.

Este instrumento, que resulta de um processo de co-criação, integra mais de trinta medidas para a sua concretização, «com o foco em três objetivos fundamentais: erradicar a pobreza; fixar famílias; Lisboa mais sustentável», lê-se em comunicado da autarquia.

A Carta Municipal de Habitação estipula uma estratégia para executar as políticas municipais de habitação no período 2023-2033, tendo em conta as necessidades e as carências habitacionais, bem como os recursos disponíveis.



“Finalmente foi possível aprovar um documento tão importante para o futuro da cidade”



Carlos Moedas, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, diz que «finalmente foi possível aprovar um documento tão importante para o futuro da cidade», adiantando que «tudo temos feito para procurar responder da melhor forma ao maior desafio que enfrentamos neste momento: o da Habitação».

Impostos

IRS: o que muda nos novos escalões

O Governo alargou o alívio fiscal até ao 8.º escalão.

Créditos

Sabe quanto pagou de juros no mês passado?

Perceba quanto amortizou no empréstimo da casa.

Habitação

Câmara de Lisboa anuncia mais de 1000 camas para estudantes

Inaugurada residência universitária com 320 camas, mas há vários projetos em curso.

Leia mais

Impostos

IRS: o que muda nos novos escalões

O Governo alargou o alívio fiscal até ao 8.º escalão.

Créditos

Sabe quanto pagou de juros no mês passado?

Perceba quanto amortizou no empréstimo da casa.

Habitação

Câmara de Lisboa anuncia mais de 1000 camas para estudantes

Inaugurada residência universitária com 320 camas, mas há vários projetos em curso.

Créditos

Bancos devolveram 8,3 ME por comissões e juros indevidos

Reclamações de clientes bancários dispararam no ano passado.