Dinheiro

BCE desce taxas de juro pela primeira vez em 5 anos

Junho 6, 2024 · 2:10 pm
Imagem de Hans por Pixabay

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou hoje o corte em 25 pontos base das três taxas de juro diretoras, a primeira descida desde 2019. Assim, a taxa fixa de operações principais de refinanciamento recuou para 4,25%, a taxa de facilidade permanente de cedência de liquidez desceu para 4,5% e a de facilidade permanente de depósito para 3,75%.

No comunicado divulgado depois da reunião de política monetária, o conselho do BCE, presidido por Christine Lagarde, afirma que, “com base numa avaliação atualizada das perspetivas de inflação, da dinâmica da inflação subjacente e da força da transmissão da política monetária, é agora apropriado moderar o nível de restritividade da política monetária, após as taxas de juro terem sido mantidas constantes durante nove meses”.

BCE quer descida da inflação

A descida das taxas diretoras por parte do BCE na reunião desta quinta-feira já era expectável e motivara a quebra das Euribor, que servem de indexante à larga maioria dos créditos à habitação em Portugal. Contudo, os analistas perspetivam que a descida das taxas de juro será mais lenta do que o previsto no início do ano. O BCE faz depender do abrandamento da inflação esta tendência.

“Desde a reunião do conselho do BCE de setembro de 2023, a inflação desceu mais de 2,5 pontos percentuais e as perspetivas de inflação melhoraram significativamente”, adianta ainda o comunicado, acrescentando que “a inflação subjacente também abrandou, reforçando os sinais de enfraquecimento das pressões sobre os preços, tendo as expectativas de inflação baixado em todos os horizontes”.

O Conselho do BCE pretende assegurar o retorno atempado da inflação “ao seu objetivo de médio prazo de 2%” e “para o efeito, manterá as taxas de juro diretoras suficientemente restritivas enquanto for necessário”.

BCE não se compromete com futuras descidas

Por outras palavras. O BCE não se compromete quanto à trajetória das taxas de juros, já que as suas decisões “basear‑se‑ão na avaliação das perspetivas de inflação, à luz dos dados económicos e financeiros que forem sendo disponibilizados, da dinâmica da inflação subjacente e da robustez da transmissão da política monetária”.

O BCE tomou a decisão de descer as taxas diretoras num contexto de aumento da inflação na zona euro, depois de esta ter subido duas décimas de ponto percentual em maio face a abril, para 2,6%; enquanto a inflação subjacente – que exclui os preços da energia e dos alimentos frescos, por serem mais voláteis – subiu o mesmo valor, para 2,9%.

Além disso, os salários negociados na zona euro aumentaram 4,69% no primeiro trimestre, enquanto o PIB da região ultrapassou a recessão técnica ao aumentar 0,3% entre janeiro e março.

Com a decisão de hoje, o BCE procedeu à primeira redução da taxa de juro desde março de 2016, há oito anos, embora tenha então reduzido o preço do dinheiro de 0,05% para 0%. Posteriormente, baixou a taxa de facilidade permanente de depósito em 0,10 pontos, para -0,5% em setembro de 2019.

Em qualquer caso, esta é a primeira descida desde que iniciou o seu ciclo de aperto da política monetária devido ao aumento da inflação, com 10 subidas consecutivas entre julho de 2022 e setembro de 2023.

A próxima reunião de política monetária do BCE realiza-se em 18 de julho.

Fonte: Redação/ Lusa

Dinheiro

Rendas das casas sobem 7,1% em maio

Lisboa registou o maior aumento, de acordo com o INE.

Impostos

Aprovada isenção de IMT e do imposto de selo para jovens na compra de casa

A proposta do Governo foi aprovada com os votos a favor de PSD, Chega, IL, CDS-PP e PAN.

Créditos

Taxa de juro mista atinge recorde de 75% dos novos empréstimos

Em abril, os empréstimos com taxa de juro mista representavam 22% do "stock" de créditos à habitação.

Leia mais

Dinheiro

Rendas das casas sobem 7,1% em maio

Lisboa registou o maior aumento, de acordo com o INE.

Profissionais

Contagem decrescente para a V Conferência da Promoção Imobiliária

A Secretária de Estado da Habitação, Patrícia Gonçalves Costa, discursa no início da tarde na Conferência da Promoção Imobiliária.

Habitação

Porta 65 Jovem com novas regras de acesso

Presidente da República promulgou o diploma do Governo que alarga o acesso ao Porta 65 Jovem.

Habitação

Governo vai apresentar revisão da lei dos solos no próximo mês

A revisão da lei pretende acelerar respostas para criar mais habitação acessível e a preços controlados.