Habitação

Arcos de Valdevez quer entrar no mercado do arrendamento para garantir preços acessíveis

Julho 20, 2023 · 4:46 pm
Foto de Jesus David Gomez no Unsplash

A Câmara de Arcos de Valdevez quer entrar no mercado imobiliário para arrendar casas que se encontrem desabitadas, subarrendando-as a preços acessíveis para reduzir a necessidade de habitação sentida no concelho.

“A câmara está a introduzir-se no mercado de arrendamento porque temos ideia de que há casas que não estão a ser arrendadas porque os proprietários têm receio (…) A câmara propõe-se ser ela a arrendar. O inquilino é a câmara e, portanto, passa a ter um valor seguro”, explicou o presidente da Câmara de Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo.

Município é o arrendatário

João Manuel Esteves, que falava hoje em conferência de imprensa no centro municipal de turismo, disse que, “numa fase inicial”, o objetivo do município é “arrendar 10 imóveis”, mas se o número for superior será “excelente” para “atendar a mais solicitações, atraindo e fixando pessoas no concelho”.

“Precisamos muito deste apoio, de passar a mensagem para que maior parte das pessoas [proprietários] tenha conhecimento deste arrendamento estável, seguro, porque é feito à câmara municipal”, frisou o autarca social-democrata.

Em causa está o concurso público lançado no sábado e que decorre até 30 de setembro, dirigido a proprietários para o arrendamento, pelo município, de 10 fogos de habitação ao abrigo do regulamento do programa municipal Renda Acessível em Valdevez (RAV).

“O objetivo é tornar a habitação mais acessível em Arcos de Valdevez”, sublinhou.

Proprietários ficam isentos de IMI

João Manuel Esteves, que falava hoje em conferência de imprensa no centro municipal de turismo, disse que, “numa fase inicial”, o objetivo do município é “arrendar 10 imóveis”, mas se o número for superior será “excelente” para “atendar a mais solicitações, atraindo e fixando pessoas no concelho”.

“Precisamos muito deste apoio, de passar a mensagem para que maior parte das pessoas [proprietários] tenha conhecimento deste arrendamento estável, seguro, porque é feito à câmara municipal”, frisou o autarca social-democrata.

Em causa está o concurso público lançado no sábado e que decorre até 30 de setembro, dirigido a proprietários para o arrendamento, pelo município, de 10 fogos de habitação ao abrigo do regulamento do programa municipal Renda Acessível em Valdevez (RAV).

“O objetivo é tornar a habitação mais acessível em Arcos de Valdevez”, sublinhou.

10 ME para investir na Estratégia Local de Habitação

João Manuel Esteves adiantou que pretende divulgar o programa municipal Renda Acessível em Valdevez junto do setor imobiliário, dos condomínios e dos emigrantes.

O programa hoje apresentado está incluído na Estratégia Local de Habitação (ELH) do concelho que prevê um investimento total de cerca de 10 milhões de euros.

Segundo João Manuel Esteves, o “subsídio ao arrendamento municipal”, outra das medidas da ELH, “iniciado em dezembro de 2022, já é atribuído a 50 famílias”.  Os apoios à recuperação da própria habitação representam “um investimento, nos últimos cinco anos, de 1,4 milhões de euros, que beneficiaram 160 agregados familiares”.

Os incentivos à construção de habitação atingem “dezenas de jovens”.

Quanto à construção de habitação social, João Manuel Esteves adiantou que o município já candidatou ao Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) um projeto para 30 moradias unifamiliares em três freguesias, estando a aguardar aprovação. Já no próximo mês, o município estima abrir o concurso público, por cerca de um milhão de euros, para a construção de oito moradias.

Fonte: Lusa

Habitação

Governo aprova garantia pública para apoiar jovens na compra de casa

Garantia pública de até 15% abrange jovens que ganhem até 5800 euros por mês e comprem casa no máximo de 450 mil euros

Habitação

Câmara de Lisboa aprova consulta pública para alteração ao plano do Vale de Santo António

O Plano de Urbanização do Vale de Santo António, com a previsão de construção de 2.400 fogos, vai ser submetido a discussão pública.

Habitação

Limite de idade da garantia pública ao crédito pode ser alargada

Governo está a estudar o alargamento da medida.

Leia mais

Decoração

Decoração inspirada nas Eras de Taylor Swift

A febre Taylor Swift pode inspirar a decoração de sua casa!

Habitação

Governo aprova garantia pública para apoiar jovens na compra de casa

Garantia pública de até 15% abrange jovens que ganhem até 5800 euros por mês e comprem casa no máximo de 450 mil euros

Impostos

Isenção IMT e Imposto do Selo chega a todos jovens independente do rendimento

Jovens até aos 35 anos terão isenção total de IMT na compra de casas até 316.772 euros

Habitação

Câmara de Lisboa aprova consulta pública para alteração ao plano do Vale de Santo António

O Plano de Urbanização do Vale de Santo António, com a previsão de construção de 2.400 fogos, vai ser submetido a discussão pública.